” Minha Cirurgia Bariatrica”

Olá meus Amores,

Hoje é dia de conversamos um pouco sobre minha cirurgia. Borá lá saber se vale mesmo a pena recorrer a uma cirurgia?!
Bom claro que tudo que vem mais fácil é melhor, mais quem disse que é fácil? passar por uma cirurgia, correr risco de morte, sentir dores ao ingerir algo, beber “Chá de carne” durante 15 dias, comer papinha de neném por mais de 20 dias e sofrer um tal “dumping” (Síndrome de dumping um mal estar causado após ingerir algo de forma incorreta) pro resto da vida, é realmente é muito fácil essa tal cirurgia.  Já ouvi inúmeras vezes “Você optou por uma cirurgia porque tinha preguiça de tentar emagrecer sozinha”, “Você não prefere tentar emagrecer do modo mais tradicional?” “Você é tão linda, pena que é gorda” (Essa era a que mais ouvia). Bom quem me conhece sabe que tentei sim várias vezes, tentei fazer dietas, tomei remédios, fiz acompanhamento com médicos, mais nunca consegui sair dos 3 digitos e isso me deixava mal, estava perdendo muito da vida, deixando de lado minha Familia, minha filha, pois já não conseguia sentar no chão pra poder brincar com ela, estava me sentindo muito mal, não só nas frentes das pessoas mais sim me sentindo mal comigo mesma… Em frente ao espelho não via mais um rostinho bonito e um corpo gordo. Via uma feiura como um conjunto e não tinha animo mais para nada. Quando o meu Marido decidiu operar, fui contra, achava a cirurgia muito ariscada (Mais arriscado que estar com mais de 140kilos, pressão alta, colesterol alto, alto estima baixa, cansaço, sudorese absurda…) Tinha medo mais em todo o processo fui companheira e acompanhei cada ida ao médico, exames e fui entendo que era o melhor a fazer naquele momento, pois ele estava no seu limite e não conseguia perder peso de outra maneira. 
Ai vocês me perguntam, mais tinha tanto medo e decidiu se operar também. Bom como eu disse, será mesmo que passar por uma cirurgia era ariscado? Era melhor continuar sem dormir com dores enormes no joelho, era bem melhor ver minha filha crescer e não poder acompanhar seu crescimento, será que era melhor ter uma vida sedentária e sem cor. Bom eu procurei ajuda onde me cabia uma esperança…
A cirurgia claro que é algo arriscado, tem seus pós e contras, mais o que na vida é perfeito? (Ficar magra)
Pra mim naquele momento era perder peso e deitar a cabeça no travesseiro e consegui dormir tranquila, sem dores e sem o medo de não acordar… A cirurgia tem seus riscos de não dar certo sim, já houve casos de morte, bom pra quem esta acima do peso e vivendo no sedentarismo qual a diferença de morrer na mesa de cirurgia, ou morrer por ataque cardíaco. (Nossa que pesado. Mais é mentira?).
Eu não estou aqui falando que a cirurgia é única saída não. Se você não tiver algo que lhe impeça de praticar exercícios, tente da forma mais saudável, eu não conseguia por conta da minha artrose “nos joelhos”. Dietas tentei todas, mais sem uma atividade física ficava difícil… Dieta faço ate hoje, pois a cirurgia não é milagrosa, a cirurgia te ajuda em 10% em todo o processo os outros 90% é você e mais ninguém, é tudo força de vontade. A caminhada é longa, agora é pro resto da vida. 
Nada na vida vem de graça… temos que levantarmos a nossa bunda gorda do sofá e correr atrás de nossos sonhos… ah como é bom dizer que hoje eu consigo correr sem dores…kkkkkk

Será que estou conseguindo???
Um antes e depois…
“Amanhã completando 7 meses de vida nova” (com uns 35kilos a menos …rs)
Imagem

Vou dividir com vocês um texto que li no site da SBEM (Sociedade Brasileira de endocrinologia e Metabologia).
    “10 Coisas que você precisa saber sobre a cirurgia Bariátrica”
O número de obesos aumenta no mundo a cada dia e a cirurgia bariátrica vem se tornando um importante aliado no tratamento de pacientes com obesidade grau 3. Conheça as 10 coisas que você precisa saber sobre este procedimento.

1 – Gastroplastia, também chamada de Cirurgia Bariátrica, Cirurgia da Obesidade ou ainda de Cirurgia de redução do estomago, é, como o próprio nome diz, uma plástica no estômago (gastro = estômago, plastia = plástica), que tem como o objetivo reduzir o peso de pessoas com o IMC muito elevado.

2 –  Esse tipo de cirurgia está indicado, segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS) para  pacientes com IMC acima de 35 Kg/m², que tenham complicações como apneia do sono, hipertensão arterial, diabetes, aumento de gorduras no sangue, problemas articulares, ou pacientes com IMC maior que 40 Kg/m², que não tenham obtido sucesso na perda de peso com outros tratamentos.

3-    Existem três tipos básicos de cirurgias bariátricas. As cirurgias que  apenas diminuem o tamanho do estômago, são chamadas do tipo restritivo (Banda Gástrica Ajustável, Gastroplastia vertical com bandagem ou cirurgia de Mason e a gastroplastia vertical em “sleeve”). A perda de peso se faz pela redução da ingestão de alimentos. Existem, também, as cirurgias mistas, nas quais  há a redução do tamanho estomago e também um desvio do trânsito intestinal, havendo desta forma, além da redução da ingestão, diminuição da absorção dos alimentos. As cirurgias mistas podem ser predominantemente restritivas (derivação Gástrica com e sem anel) e predominantemente disabsortivas (derivações bileopancreáticas).

4-  Apesar de cada caso precisar ser avaliado individualmente, a todos aqueles irão realizar a cirurgia devem ser submetidos a  uma avaliação clínico – laboratorial a qual inclui além da aferição da pressão arterial, dosagens da glicemia, lipídios sanguíneos, e outros exames sanguíneos, avaliação das funções hepática, cardíaca e pulmonar. A endoscopia digestiva e a ecografia abdominal são importantes procedimentos pré-operatórios. A avaliação psicológica também faz parte dos procedimentos pré-operatórios.  Pacientes com instabilidade psicológica grave, portador de transtornos alimentares (como, por exemplo, bulimia), devem ser tratados antes da cirurgia.

5- Na maioria dos casos, com a cirurgia bariátrica, além de perder grande quantidade de peso, o paciente  tem os benefícios da melhora, ou mesmo cura, do seu diabetes, controle da pressão arterial, dos lipídios sanguíneos, dos níveis de ácido úrico, alívio das dores articulares.

6-  Do ponto de vista nutricional, os pacientes submetidos à cirurgia bariátrica deverão ser acompanhados por longo tempo, com objetivo de receberem orientações específicas para elaboração de uma dieta qualitativamente adequada. Quanto mais disabsortiva for a cirurgia, maior a chance de complicações nutricionais, como anemias por deficiência de ferro, de vitamina B12 e/ou ácido fólico, deficiência de vit D e cálcio e até mesmo desnutrição, nas cirurgias mais radicais. Reposições vitamínicas são feitas após a cirurgia e mantidas por tempo indeterminado. A diarreia pode ser uma complicação nas cirurgias mistas, principalmente na derivação bileopancreática.

7-  A adesão ao tratamento deverá ser avaliada, uma vez que pacientes instáveis psicologicamente podem recorrer a preparações de alta densidade calórica, de baixa qualidade nutricional, que além de provocarem hipoglicemia e fenômenos vaso motores (sudorese, taquicardia, sensação de mal-estar), colocam em risco o sucesso da intervenção à longo prazo, porque reduzem a chance do indivíduo perder peso.

8 – A cirurgia anti obesidade é um procedimento complexo e apresenta risco de complicações. A intervenção impõe uma mudança fundamental nos hábitos alimentares dos indivíduos. Portanto, é primordial que o paciente conheça muito bem o procedimento cirúrgico e quais os riscos e benefícios da cirurgia. Desta forma, além das orientações técnicas, o acompanhamento psicológico e o apoio da família são aconselháveis em todas as fases do processo.

9 –  Em alguns casos, uma cirurgia plástica para retirada do excesso de pele é necessária. A mesma poderá ser feita quando a perda de peso estiver totalmente estabilizada, ou seja, depois de aproximadamente dois anos.

10 – Mulheres que realizam cirurgia bariátrica  devem aguardar pelo menos 15 a 18 meses antes de engravidar. A grande perda de peso logo após a cirurgia pode prejudicar o crescimento do feto.

Espero que leiam esse pequeno texto que vós escrevi rsrs.

Até uma próxima prosa … Beijos Beijos
By Carolina Fonseca

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s